O que é uma startup unicórnio? Porque surgem este tipo de empresas?

Os unicórnios não existem, mas representam algo mágico e raro. É essa ideia que se quis passar quando se convencionou chamar de unicórnio às startups tecnológicas que rapidamente conseguiram conquistar a confiança dos investidores.

Publicado por Finanças | 0
O que é uma startup unicórnio? Porque surgem este tipo de empresas?

Ao apelidar uma startup de unicórnio, o investidor Aileen Lee - fundador da Cowboy Ventures - quis mostrar a raridade deste tipo de empresas que exibiam valorizações astronómicas em comparação com o restante universo de startups. Convencionou-se, então, chamar de “unicórnio” uma stratup tecnológica com um valor de mercado superior a mil milhões de dólares. 

Segundo dados de março de 2017, publicados na edição online da revista TechCrunch, há 229 empresas unicórnios em todo o mundo com uma valorização total de 809,2 mil milhões de dólares. Entre estas empresas encontram-se nomes bem conhecidos como a empresa de serviços de transporte Uber, que rapidamente se espalhou por todo o mundo, ou a Airbnb, a empresa de serviço de alojamentos também presente em cidades de todo o mundo. Ambas estão sediadas em São Francisco na Califórnia, tendo por base a criação de plataformas tecnológicas.

Com sangue português, há apenas uma startup municórnio, a Farfetch. O negócio criado por José Neves em 2008 angariou financiamento em várias empresas de capital de risco, o que lhe permitiu tornar-se numa chamada “billion dollar company”. O segredo da Farfetch foi criar um marketplace com mais de 300 marcas de luxo, vendendo os produtos para todo o mundo.

Como surgem estas empresas?

Estas são empresas novas - geralmente associadas à área tecnológica - que mostram taxas de crescimento muito acentuadas, conseguindo atrair o interesse de muitos investidores e de firmas de capital de risco.

Nos últimos anos, a trajetória até ao topo tem sido cada vez mais rápida. Segundo um estudo da Play Bigger, uma consultora de Silicon Valley, atualmente as startups apresentam cerca do dobro da rapidez de crescimento do que as empresas que nasceram há 10 anos.

Um exemplo disso foi o que aconteceu com a Slack, uma empresa que desenvolveu um software de comunicação para empresas. Em apenas oito meses conseguiu atingir uma valorização de mil milhões de dólares.

Este fenómeno está ligado não só às potencialidades tecnológicas que se vão abrindo, mas também à maior apetência de investimento em áreas relacionadas com o capital de risco. O apetite por este tipo de investimentos tem aumentado de tal forma que já há referências à possível existência de uma bolha especulativa, podendo dar lugar a uma correção.

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0