Seis opções para investir as suas poupanças

No que diz respeito às suas finanças, seja conservador ou ousado, há várias opções desde as mais seguras às que apresentam maior risco. Sabemos que pode ser complicado tirar algum tempo para pesquisar sobre onde deve investir o seu dinheiro e sobre qual é a melhor forma de o fazer, por isso reunimos um conjunto de opções bem como as suas vantagens e desvantagens:

Publicado por Finanças | 0
Opções onde investir as suas poupanças

1. Conta poupança

Este produto financeiro permite-lhe aplicar dinheiro relativo às suas poupanças, podendo fazer pagamentos pontuais ou programados. Depois do prazo terminar, este produto costuma renovar automaticamente ou para um produto semelhante.

Vantagens:

- Remuneração garantida;

- Mobilização do dinheiro a qualquer momento;

- Isenção de pagamento de IRS até 10 500 euros.

Desvantagens:

- Taxas de juros muito baixas;

- A mobilização antecipada implica a perda dos juros.

2. Depósito a prazo

Ao fazer um depósito a prazo está a emprestar dinheiro ao banco e, em troca, recebe algum dinheiro em forma de juros. A taxa aplicada ao dinheiro investido será proporcional ao tempo de aplicação do dinheiro.

Vantagens:

- Remuneração garantida (até 100 mil euros);

- Mobilização do dinheiro a qualquer momento;

- Taxas de juro aliciantes.

Desvantagem:

- A mobilização antecipada implica a perda dos juros.

3. Fundo de investimento

Esta carteira de investimentos é detida por vários investidores que, através de gestores financeiros, aplicam em comum o seu dinheiro em ações, obrigações, depósitos, entre outros.

Vantagens:

- Rentabilização potencialmente elevada;

- Diversificação dos ativos de investimento.

Desvantagens:

- Raramente há garantia de capital;

- Risco elevado em investimentos de curta duração.

4. Certificados de aforro

Ao comprar certificados de aforro está a emprestar dinheiro ao Estado. O limite mínimo de subscrição é 100 euros.

Vantagens:

- Remuneração garantida;

- Taxas de juro aliciantes.

Desvantagens:

- Menor rentabilidade do que em anos anteriores;

- Fim dos prémios provisórios estabelecidos em 2012.

5. Certificados do tesouro poupança mais

Tal como os certificados de aforro, são uma aplicação de poupança criada pelo Estado destinada aos particulares para financiar a dívida pública. São reembolsáveis um ano após a data da subscrição e os juros vencidos, após dedução dos impostos devidos, são pagos anualmente. O montante mínimo de subscrição é de 1000 euros.

Vantagens:

- Remuneração garantida;

- Juros anuais a taxa crescente.

Desvantagens:

- Não permite reforços;

- Não é permitido resgatar o dinheiro no primeiro ano;

- A mobilização antecipada implica a perda dos juros.

6. Seguro de capitalização

Funciona como um depósito bancário, mas, no final do prazo, garante um montante mínimo. Requer depósitos únicos ou programados regulares de pequenos montantes. Existem dois tipos: de capital garantido e sem capital garantido.

Vantagens:

- Benefícios fiscais: taxas de imposto sobre rendimentos inferiores;

- Ideal para investir a médio e longo prazo, mas com riscos.

Desvantagens:

- Elevadas comissões de subscrição e de resgate;

- Incerteza dos rendimentos;

- Inexistência de um mecanismo de segurança.

Analise bem as vantagens e desvantagens de cada produto antes de investir o seu dinheiro e tenha em mente as suas prioridades e necessidades de poupança.

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0