Portugal vai crescer mais do que a zona euro em 2017?

A situação económica de Portugal está a melhorar. Esta foi a nota deixada pelos representantes da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu depois de concluírem a sexta missão ao país na sequência do fim do programa de resgate financeiro. Mas será que Portugal será mesmo o país que mais vai crescer na Zona Euro em 2017?

Publicado por Finanças | 0
Portugal Vai Crescer Mais do que a Zona Euro

Numa visita a Portugal, o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Financeiros e Fiscalidade, Pierre Moscovici, admitiu que “o progresso de Portugal é muito impressionante” e antecipou que a economia portuguesa poderá crescer “acima de 2,5%” em 2017.

Esta não é a previsão oficial da Comissão Europeia que, nas previsões de primavera, apontava para um crescimento de 1,8%. Este valor fica abaixo da média da União Europeia (a estimativa é de +1,9% para a média da totalidade dos países) e ligeiramente acima da média da Zona Euro (+1,7%).

Em relação às restantes instituições que avançam com projeções, o Banco de Portugal é o mais ambicioso até à data: aponta um crescimento de 2,5%, ao passo que o FMI avança com uma previsão de 1,7% e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, ou OCDE, apresenta um valor de 2,1%.

Economistas melhoram perspetivas de crescimento

A verdade é que vários economistas têm estado a rever em alta as perspetivas de crescimento de Portugal para 2017, o que poderá vir a refletir-se em futuras revisões das previsões.

Os economistas do BPI aumentaram as previsões de crescimento para 2,5%, em linha com os analistas do Montepio e também com os técnicos da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO). Já os especialistas do Barclays apontam para um valor mais ambicioso de 2,9%.

Ainda assim, a previsão mais ambiciosa veio da parte do Presidente da República. Em maio, numa conversa com deputados croatas em Zagreb, na Croácia, Marcelo Rebelo de Sousa antecipou que o país pode crescer mesmo 3,2%.

Curiosamente, o Governo é a entidade menos ambiciosa: as previsões mais recentes do executivo de António Costa apontam para um avanço do PIB de 1,8%, ainda que o ministro das Finanças, Mário Centeno, tenha admitido que em futuras projeções o valor possa subir para números acima dos 2%.

No final de contas, se Portugal conseguir registar um crescimento de 2,5% em 2017, este será o melhor desempenho desde o ano 2000. Embora fique acima dos valores médios da UE e da Zona Euro, não será suficiente para superar o desempenho estimado para Espanha e para a Irlanda. Só conseguirá superar a Grécia, admitindo que as previsões atuais se mantêm para estes três países.

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0