Quais são as vantagens e desvantagens das migrações?

O que podem ganhar ou perder os países com os movimentos migratórios? Analisando o impacto em áreas como o mercado de trabalho, as finanças públicas ou o crescimento económico, os migrantes são um fardo ou uma benesse? Para responder a estas perguntas é preciso não esquecer a distinção entre o impacto sentido nos países de destino e as consequências para os países de origem dos migrantes.

Publicado por Finanças | 1
efetos positivos e negativos das migrações

O que ganham os países de destino?

- Os migrantes acabam por ocupar postos de trabalho em nichos do mercado que precisam de mão-de-obra, ou porque estão em forte crescimento ou porque estão já numa fase de declínio;

- A chegada de migrantes contribui para a flexibilização do mercado de trabalho, fenómeno que tem sido sentido sobretudo na Europa;

- Na Europa, ao haver livre movimento de pessoas, os migrantes dão um importante contributo para corrigir os desequilíbrios do mercado de trabalho;

- Ao ingressarem no mercado de trabalho, os migrantes contribuem para os sistemas de segurança social e pagam impostos, geralmente pagando mais do que recebem em termos de benefícios. Isto é particularmente importante numa altura em que países europeus registam um forte envelhecimento da população e fortes desequilíbrios nos sistemas de pensões;

- Em termos da população, os migrantes contribuem para rejuvenescer a sociedade, reduzindo a idade média da população ativa;

- Os migrantes trazem consigo competências e contribuem para melhorar o capital humano e o progresso tecnológico do país de acolhimento.

Quais os impactos negativos nos países de destino?

- O nível médio dos salários pode baixar temporariamente;

- Ao haver pessoas disponíveis a trabalhar por salários mais baixos, isso pode desincentivar as empresas a investirem em inovação e em formação;

- A chegada de um número elevado de migrantes pode criar ruturas nos serviços públicos, nomeadamente nas escolas ou serviços de saúde;

- Se houver um grande afluxo de migrantes, a taxa de desemprego pode aumentar, uma vez que o mercado de trabalho não consegue absorver tanta mão-de-obra;

- Se não houver um acolhimento adequado das comunidades de imigrantes, isso pode criar pressão social e choques culturais, incentivando os movimentos contra a imigração.

Que impacto sentem os países de origem dos migrantes?

- Geralmente afetados por taxas de desemprego elevadas, que levam os mais jovens a imigrar, os países de origem dos migrantes registam uma melhoria nos indicadores de emprego;

- As remessas que os migrantes enviam do estrangeiro para os seus países de origem constituem reservas importantes para o país;

- Os jovens reforçam as suas competências e conhecimentos no estrangeiro e, quando decidem regressar, trazem mais-valias para o país;

- Se o fluxo de migração for muito elevado isso acaba por prejudicar o país, que se vê muitas vezes sem os seus recursos mais jovens e qualificados;

- Em termos sociais, a desestruturação das famílias tem também impactos negativos.

COMENTÁRIOS

  • 1

    07/06/2017 22:54 HORAS

    são informações bastante pertinentes na medida em que clarificam certas dúvidas que antes eu tive no tocante a este assunto das migrações, propriamente das vantagens e desvantagens que trazem as mesmas. Estou muito grato

20185
22701
5
0