Linha de Crédito Capitalizar apoia investimento das empresas

Desde fevereiro de 2017 que as empresas podem recorrer à Linha de Crédito Capitalizar, uma linha de financiamento lançada pelo Ministério da Economia que tem como um dos grandes objetivos melhorar as condições para o investimento das empresas.

Publicado por Finanças | 0
Investimento das empresas

Sobretudo vocacionado para Pequenas e Médias Empresas - com um volume de negócios inferior ou igual a 150 milhões de euros e que não integrem grupos empresariais cuja faturação consolidada seja superior a 200 milhões de euros -, os montantes de financiamento podem ir de 25 mil a 2 milhões de euros por empresa para prazos entre 3 e 10 anos.

Na Linha de Crédito Capitalizar estão abrangidas as empresas localizadas em Portugal que não tenham histórico de incidentes com a banca e que não tenham também dívidas às Segurança Social e à Administração Fiscal.

Como está estruturado o programa?

Este programa está estruturado em várias linhas:

- Linha “Micro e Pequenas Empresas”: esta linha tem uma dotação de 400 milhões de euros e o financiamento destina-se a investimentos em ativos e reforço de capitais para Micro e Pequenas Empresas com volumes de vendas inferior a 10 milhões de euros. É o caso de investimentos em ativos fixos corpóreos ou incorpóreos, reforço de fundo de maneio ou dos capitais permanentes.

- Linha “Fundo de Maneio”: a linha com mais dotação, contando com 700 milhões de euros, está vocacionada para dar resposta às necessidades de fundo de maneio das empresas com financiamentos de médio prazo, em alternativa ao crédito de curto prazo. São elegíveis também as operações de reforço dos capitais permanentes.

- Linha “Plafond de Tesouraria”: visando dar maior flexibilidade à gestão corrente de tesouraria das empresas, esta linha de 100 milhões de euros alarga a oferta de crédito em sistema de revolving.

- Linha “Investimento Geral”: com uma dotação de 100 milhões de euros, esta solução de financiamento visa investimentos em ativos com elevado prazo de execução.

- Linha “Investimento Projetos 2020”: os projetos aprovados no âmbito do programa comunitário Portugal 2020 que precisam de alargar as fontes de financiamento, além do crédito bancário, encontram nesta linha de 300 milhões de euros uma alternativa sobretudo no caso das despesas elegíveis.

Como ter acesso à Linha Capitalizar?

Para ter acesso a estas linhas de financiamento, as empresas devem dirigir-se ao balcão de um dos bancos que têm protocolo com o programa. Se este aprovar a operação, o processo é enviado às Sociedades de Garantia Mútua para que possam obter uma garantia. Esta pode ir de 50% a 70% do valor do financiamento, consoante a linha que está em causa. Se também aqui houver aprovação, então o banco submete a candidatura à PME Investimentos. Esta é a entidade que gere a linha e que vai determinar se a candidatura se enquadra no programa devido. Em caso afirmativo, o banco juntamente com as Sociedades de Garantia Mútua disponibilizam os fundos.

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0