O ouro é um bom investimento?

O ouro já não tem a importância de outros tempos e já não serve para cunhar moedas, mas este metal precioso é ainda encarado como um investimento de longo prazo. Será que ainda é um bom investimento?

Publicado por Finanças | 0
Ouro bom investimento

Até meados do século passado, o ouro era usado como moeda de reserva mundial, lugar que foi ocupado pelo dólar após a Segunda Guerra Mundial. Ainda assim continuou a ser encarado como uma forma de investimento, mais procurado em alturas de crise ou turbulência económica.

Durante a crise financeira, em 2011, o preço do ouro disparou para um pico de 2.000 dólares por onça, mas no final de 2014 os preços já tinham recuado para 1.200 dólares por onça. Atualmente, os preços rondam 1.130 dólares por onça.

Vantagens de investir em ouro

- O ouro é universal e pode ser facilmente convertido em dinheiro em qualquer parte do mundo.

- Seguindo a regra que nem todos os ovos devem ser colocados no mesmo cesto, o ouro pode ser uma das opções para diversificar os investimentos.

- Sempre que há períodos de instabilidade mundial, os investidores tendem a refugiar-se no ouro. Nessas alturas, os mercados de ações tendem a cair e o preço do ouro a subir, ainda que não haja uma correlação direta entre estes dois mercados.

- Cotado em dólares, o ouro valoriza sempre que o dólar cai. Isso significa que durante períodos de inflação elevada, o ouro surge como um investimento mais estável do que o câmbio.

- O ouro é usado para o fabrico de produtos - caso da joalheira e de alguns equipamentos eletrónico - e, por isso, há sempre procura por esta commodity, o que permite dar alguma estabilidade ao preço. 

Desvantagens de investir em ouro

Apesar das vantagens já enumeradas, o investimento em ouro também acarreta algumas desvantagens, sobre as quais é preciso estar ciente antes de se avançar.

- O único valor que se pode retirar do investimento em ouro é o valor da venda quando os preços estão a subir. Ao contrário, investimentos em ações e obrigações podem trazer retorno através dos dividendos e dos juros.

- Apesar de ser uma commodity e ter um valor intrínseco, o ouro é um investimento volátil. A volatilidade acontece não só ao longo do tempo, mas também em curtos períodos de 24 horas.

- A forte procura do ouro em alturas de crise ou de turbulência económica pode levar à criação de bolhas com sobrevalorização do metal precioso. Quando há correção dos preços, o valor do ouro pode sofrer descidas acentuadas.

- Havendo compra física do ouro, é preciso armazená-lo e fazer um contrato de seguro. De outra forma, quaisquer danos ou roubos não poderão ser reparados. 

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0