Investimento imobiliário pode bater recorde histórico no país

Alguém tinha dúvidas de que Portugal não estivesse na moda? Carga fiscal à parte, Portugal oferece qualidade de vida a quem por cá reside. Isto mesmo percebeu o grupo imobiliário norte-americano CBRE que se anima com a dinâmica do setor imobiliário português, prevendo um recorde de investimento de cerca de três mil milhões de euros.

Publicado por Finanças | 0
Investimento imobiliário pode bater recorde histórico no país

Os investimentos realizados no primeiro semestre de 2017 agradam a todo o mercado imobiliário que espera alcançar mais de dois mil milhões de euros, com a possibilidade de chegar aos três mil milhões de euros.

Os estrangeiros procuram-nos

A CBRE afirmou, no seu comunicado, que o investimento português significou apenas 10% do total do volume de investimento em imobiliário comercial do primeiro semestre, isto é, 22 transações. Nove milhões em cada 10 milhões de euros vêm de investimentos estrangeiros, por via direta ou indireta, portanto, desta feita, depois de séculos, são os outros que estão a descobrir Portugal.

Espaços comerciais em Lisboa

Em Lisboa, os bairros de Campo de Ourique e Alvalade são os mais procurados para abrir novos negócios. O Chiado, a Baixa, o Cais do Sodré e o Príncipe Real continuam a interessar os novos lojistas. Escasseiam os espaços de pequena/média dimensão muito procurados para lojas de conveniência, vestuário, decoração e restauração. O convívio entre vizinhos está a regressar e o fluxo de consumidores a instalar-se. Alguns espaços são arrendados por 130 euros/m2/mês, valores que refletem uma subida de 30%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Espaços comerciais no Porto

No Porto, a zona mais cobiçada é a Baixa, sobretudo a Rua de Santa Catarina, mas o eixo Flores-Mouzinho e a Avenida dos Aliados começam a surgir no horizonte de muitos novos comerciantes. As rendas atingiram os 60 euros/m2/mês, correspondendo a uma subida de cerca de 20% face ao mesmo período de 2016.

Em 2015, tinha sido suplantado o recorde de 2,1 mil milhões de euros transacionados. O ano passado sofreu uma ligeira baixa e este ano, com a conclusão das operações de 2016 e outras novas operações, é muito provável que se atinja os três mil milhões de euros.

A acompanhar esta tendência de subida nos preços do imobiliário, em Portugal, o Eurostat confirmou a previsão de aumento de 4,0% na zona euro e 4,5% no espaço da União Europeia, valores que, em Portugal, superaram a média europeia. A recuperação do setor imobiliário iniciou-se mais tarde, em Portugal, portanto agora o país está a beneficiar desse efeito.

Os residentes valorizam o consumo de proximidade e desta forma o comércio tradicional reinventa-se com os novos conceitos que se estão a criar. Também o frenesim das ruas não é alheio aos turistas que se querem fixar para desfrutar do que Portugal tem para oferecer ao longo de todo o ano.

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0