Chegou a hora do planeta

Tiquetaque, tiquetaque, o relógio do planeta não para. O ritmo da destruição dos ecossistemas é avassalador, por isso desde 2007 que uma vez por ano, o Homem suspende o tempo, desligando as luzes por uma hora num gesto de protesto ambiental à escala global, para alertar para a necessidade de travar as alterações climáticas.

Publicado por Finanças | 0
A hora do planeta

Objetivo do movimento

A Hora do Planeta é uma campanha da WWF, World Wide Fund For Nature ou Fundo Mundial para a Natureza, que começou em Sidney, na Austrália, em março de 2007, quando cerca de 2,2 milhões de pessoas e 2.000 empresas desligaram as luzes durante uma hora para chamar a atenção para as mudanças climáticas. Depressa se tornou um movimento global, pelo que em 2008, já envolvia 50 milhões de pessoas espalhadas por 135 países.

Em 2016, mais de um bilião de pessoas em mais de 9 mil localidades de 178 países participou na Hora do Planeta. Monumentos internacionais como a Torre CN, em Toronto; o Coliseu, em Roma; a Ponte Golden Gate, em São Francisco; e tantos outros apagaram as suas luzes em prol de um ambiente sustentável, onde o Homem e a natureza vivem em harmonia.

Hora do Planeta, em Portugal

A WWF-Portugal organiza este evento simbólico desde 2009, para sensibilizar indivíduos, empresas, governos e comunidades a comprometerem-se com o ambiente.

Em 2016, cerca de 110 municípios ficaram às escuras nesta iniciativa, com destaque para monumentos como a Ponte 25 de Abril, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, o Palácio Nacional da Pena, as Muralhas de Miranda do Douro, o Cristo Rei e o Convento de Cristo, a par de outros.

Em 2017, a organização deseja aumentar o número de municípios participantes para 150.

No dia 25 de março vai participar?

Dia 25 de março, entre as 20:30 e as 21:30 é a Hora do Planeta 2017.

Se ficar em casa, desligue as luzes. Mas se estiver, em lisboa, deixe-se embalar pela música do planeta e vá assistir a um concerto à luz das velas, no Parque Eduardo VII. As portas abrem às 18h30 e o espetáculo começa às 20:00. Das 20:30 às 21:30, as luzes vão apagar-se para melhor ouvir Raquel Tavares, Matias Damásio, Tiago Bettencourt, André Sardet, Tito Paris, Samuel Úria, Enoque e Janeiro.

Os bilhetes custam 10€ e a entrada é gratuita para crianças até aos 12 anos, desde que acompanhadas por adulto pagante. Os lucros do concerto revertem a favor dos projetos da WWF, em Portugal.

Para os municípios participantes, o compromisso é desligar as luzes do edifício dos Paços do Concelho e monumentos icónicos da localidade durante a Hora do Planeta; promover a iniciativa no website do Município; e propor medidas sustentáveis de racionalização dos recursos em 2017.

Está preparado para o apagão?

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0