Economia portuguesa em crescimento

Boas notícias para a economia portuguesa: o primeiro trimestre de 2017 apresenta o maior crescimento desde 2007. As projeções económicas são bastante favoráveis a Portugal e fazem sorrir os analistas com um crescimento esperado de 2,4% a 2,8%.

Publicado por Finanças | 0
Economia portuguesa em crescimento

Instituto Nacional de Estatística

O Instituto Nacional de Estatística é o mais confiante de todas as entidades consultadas. Aponta um crescimento de 2,8% nos primeiros três meses do ano face a período homólogo e que representa mais 1%, em comparação com o trimestre anterior, ou seja, 0,7%.

Católica-Lisbon Forecasting Lab

O núcleo da Católica-Lisbon Forecasting Lab (NECEP) faz referência a um crescimento de 0,9% em relação ao último trimestre de 2016, o que significa 2,7%. Esta melhoria da situação económica é reflexo de uma recuperação do investimento e do rendimento disponível, por conta dos efeitos tardios do orçamento de 2016. A manter-se este bom desenvolvimento económico, estima-se um crescimento de 2,4% para 2017.

Instituto Superior de Economia e Gestão

Menos otimistas, mas também confiantes estão os economistas do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). As suas contas reclamam uma subida de 2,4% no PIB quando comprado com o trimestre homólogo, representando 0,6% em relação aos últimos três meses. Esperam uma subida cautelosa do consumo das famílias, uma aceleração marcada da formação bruta de capital fixo (investimento em máquinas e outros equipamentos que servem para produzir outros bens) e uma subida acentuada das exportações e importações de bens e serviços, embora com mais expressão para as exportações.

Fórum para a Competitividade

Menos entusiastas são as previsões do Fórum para a Competitividade aguardando um crescimento de 2,1% no primeiro trimestre do ano, o que denota um crescimento de 0,4% se comparado com os últimos meses de 2016.

Eurostat

Independentemente dos valores considerados, o Eurostat aponta uma tendência de crescimento para a economia nacional que segue a tendência de crescimento da zona euro (1,7%) e 1,9% para a União Europeia. Quando comparado o último trimestre de 2016 com o primeiro de 2017, registou-se um crescimento de 0,5% na zona euro e de 0,4% para a União Europeia.

De referir que Portugal teve a sexta melhor taxa de crescimento homóloga do PIB entre os países da Zona Euro no primeiro trimestre do ano. Acima de Portugal ficaram a Lituânia (4,1%), Letónia (3,9%), Chipre (3,3%), Espanha (3,3%) e Eslováquia (3,1%).

Ainda não são conhecidos os dados de todos os países, mas com as dificuldades pelas quais tem passado a economia grega, já se sabe que sofrerá uma evolução do PIB negativa, correspondente a uma desaceleração de 0.5%.

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0