O que é a economia mista?

A economia mista é um sistema económico que combina dois modelos de economia: o socialismo e o capitalismo. É o sistema económico que domina a maioria dos países da atualidade, incluindo Portugal. É associada a governos de cariz social-democrata.

Publicado por Finanças | 3

Impacto na sociedade portuguesa

Numa sociedade de economia mista, como a portuguesa, as empresas proliferam no mercado livre, embora reguladas pelo Estado. A concorrência saudável estimula a melhoria contínua de produtos e processos. Mas para prevenir práticas comerciais desleais, o Estado fiscaliza a atividade económica das empresas privadas através de órgãos regulamentadores como a Autoridade Tributária e Aduaneira e a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE).

O estabelecimento do salário mínimo nacional, que atualmente é de 530 euros mensais, aplica-se tanto ao setor privado como ao setor público.

A regulação do Estado é visível também na fixação de preços mínimos e máximos de bens essenciais (por exemplo, leite, livros escolares…).

Em Portugal, a maioria da produção está nas mãos de privados, mas o Estado detém algumas das empresas mais importantes de setores estratégicos como a energia (EDP, ADP), transportes (CARRIS, CP, TAP), saúde (hospitais distritais), educação (escolas públicas) e logística (CTT, DGV).

Vantagens de uma economia mista

- A lei da oferta e da procura vai-se continuamente ajustando, na determinação dos preços e na disponibilidade dos bens ou serviços para os consumidores, o que reduz a possibilidade de tensões sociais pela escassez de bens ou inacessibilidade a serviços.

- A atividade das empresas é regulada. A presença estatal na economia transmite segurança a produtores e consumidores, o que permite manter relativa estabilidade económica.

- As empresas não estão limitadas a quotas de produção ou venda nem sequer os consumidores estão limitados nos seus consumos.

- O setor privado pode decidir como gerir o negócio: o que produzir, por que preço vender, quem contratar, etc.

- A propriedade individual é protegida, por isso os produtores mais competitivos obtêm maiores lucros.

- O Estado apoia as PME com campanhas de incentivos fiscais e subsídios vários.

Desvantagens de uma economia mista

- As economias mistas tendem a inclinar-se mais para o controlo do governo do que para as liberdades individuais.

- As participações elevadas nos setores-chave produzem gastos estatais avultados.

- As atividades económicas estão demasiado limitadas por normativos legais e fiscais, o que pode desincentivar o empreendedorismo.

- A acompanhar as tendências e evoluções económicas, muitas empresas abrem enquanto outras que não conseguem adaptar-se aos novos contextos económico-sociais fecham, de qualquer modo o protecionismo estatal impede grandes oscilações de mercado.

- Há o risco de uma classe capitalista proprietária se destacar e as clivagens sociais se enfatizarem.

- Os impostos são decididos pelo governo, o que leva a reclamações das empresas e dos consumidores.

Em 2008, com a entrada da crise, em Portugal, o estado social e as suas instituições de apoio sofreram com os cortes nas prestações sociais. Aos poucos a economia está a recuperar e o saldo positivo da balança comercial deixa o português esperançoso na retoma do seu país. Acredite em Portugal.

COMENTÁRIOS

  • 3

    23/11/2017 11:42 HORAS

    guest test post
    <a href="http://gdhyuei23kol.com/">bbcode</a>
    <a href="http://gdhyuei23kol.com/">html</a>
    http://gdhyuei23kol.com/ simple

  • 2

    08/04/2017 00:05 HORAS

    Muito Obrigado!

  • 1

    13/03/2017 17:12 HORAS

    muito obrigada pela disponibilidade ajudou me bastante...

20185
22701
5
0