10 conselhos para escolher cursos grátis on-line

As novas formas de interagir com o resto do mundo trouxeram novas formas de nos educarmos e formarmos. Na Internet poderá encontrar dezenas de milhares de cursos on-line de todo o género: de melhor ou pior qualidade, básicos ou complexos, avalizados por grandes instituições ou com pouco apoio, de simples informação ou educação formal certificada, cursos pagos ou cursos grátis on-line, etc. Estes últimos são de interesse especial para os aforradores. Perante toda esta heterogeneidade na oferta, como escolher adequadamente um curso on-line gratuito? Vamos dar-lhe alguns conselhos para não perder tempo.

Publicado por Finanças | 0
dicas elegir cursos gratis

1. Para que quer o curso?

Muitos cursos podem parecer-lhe interessantes, mas talvez apenas pretende fazê-los por interesse pessoal ou por hobby. Também poderá estar à procura de um curso relacionado com a sua formação e experiência profissional que sirva para melhorar o seu currículo, atualizar conhecimentos ou especializar-se.

Apesar de com os cursos on-line consegue organizar os seus horários à sua maneira, pois o tempo é de ouro e finito. Se quer um curso a pensar no seu currículo, pode permitir-se dedicar semanas a fazer cursos sobre os seus interesses favoritos?

2. Tem disponibilidade?

Muitos cursos on-line têm prazos para cumprir. Pode ser que tenha de efetuar alguns testes ou tarefas em dias determinados (por exemplo, uma vez por semana). Se a sua disponibilidade horária é pouca, talvez não chegue a tempo de entregar os seus trabalhos ou de fazer os “exames”, o qual pode levá-lo a abandonar o curso.

3. Quais são os requisitos técnicos?

Assegure-se de que dispõe da tecnologia apropriada para o curso. A grande maioria das plataformas que oferecem cursos on-line não requerem um software complexo nem esquisito, simplesmente um básico para poder ver vídeos, navegar e escrever textos. Mas se for um curso sobre a utilização de um determinado programa ou de uma tecnologia que não tem, por muito interessante que lhe possa suscitar, não o poderá seguir.

4. Como é o aspeto formal do curso?

Analise o funcionamento interno da plataforma, bem como datas, método de avaliação, organização e apresentação do conteúdo, etc. Se não estiver à vontade com algum destes aspetos, certamente vai acabar por abandonar o curso.

5. Qual é a temática?

Não se deixe levar apenas pelo título e estude minuciosamente a temática do curso. Quantos temas abrange? Como será o seu conteúdo? Com que profundidade o trata? Não é a mesma coisa um curso de iniciação ou um mais especializado e profundo.

6. Como é o material de estudo?

Se for possível, analise como é apresentada a temática. Os apontamentos devem ser claros, completos e acessíveis e os vídeos devem ser vistos sem problemas de imagem ou som. É um ponto a favor que o curso disponha de material que combine texto e audiovisuais. E se o conteúdo for todo audiovisual, é muito útil que proporcionem apontamentos de apoio. Se o curso for noutra língua, tenha a certeza de que o consegue seguir.

7. Como são a plataforma e os professores?

Existem plataformas muito formais que oferecem cursos de universidades reconhecidas, dados por professores de renome. Isto poderá dar-lhe uma pista sobre a qualidade do curso on-line. A reputação do site também é importante.

Noutros casos, algumas plataformas apenas oferecem um curso do qual não se pode saber o autor. Mas o site também tem a sua própria reputação. Procure opiniões de outros utilizadores. A plataforma cumpre com o prometido? Possui um bom funcionamento? O curso é interessante e oferece conteúdo de qualidade ou é um apenas um “copy-paste” de outros sites?

8. Existem orientadores?

Nos cursos on-line em massa MOOC, que podem ter milhares de alunos do mundo inteiro em simultâneo, é impossível que o professorado atenda sequer 1% das consultas. Por isso o curso deve ser claro em todos os aspetos.

No entanto, existem cursos grátis on-line de menor tamanho que podem ter orientadores para resolverem dúvidas sobre a temática ou, na sua falta, algumas pessoas associadas ao promotor do curso que se encarregam dos fóruns. O ter alguém “da organização ”a quem recorrer é um ponto a favor.

9. Existem serviços complementares?

Existe algum fórum? É muito importante para estabelecer contacto entre os alunos e os professores. Existe a possibilidade de videoconferências? Encontros virtuais? Atividades anexas? Isto confere uma grande riqueza ao curso.

10. Obtém-se certificado?

Em muitos casos os cursos on-line limitam-se a dar um certificado de participação ou aproveitamento se o utilizador cumprir com os mínimos de participação. Noutros é possível obter um certificado homologado, embora seja provável ter que pagar alguma taxa. A existência ou não de certificação e o seu tipo são muito importantes ao escolher um curso on-line, sobretudo se pensarmos no nosso currículo.

Já sabe: inscrever-se num curso on-line gratuito é fácil e rápido, mas se pretende chegar a bom porto, aplique estes conselhos simples. Poupe tempo!

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0