Como fazer face as dívidas das férias?

As férias são essenciais, para que possa recuperar energias. No entanto, representam um grande investimento e não são raras as situações em que os gastos neste período excedem o montante esperado, seja por planear de forma errada ou com pouca antecedência ou simplesmente por ter havido um imprevisto que levou a que gastasse mais do que pretendia.

Publicado por Finanças | 0
Como superar as dívidas das férias

Para evitar dívidas causadas pelas férias, é essencial que planeie antecipadamente o que pretende fazer e de que forma o irá fazer. Deverá definir um orçamento para o período disponível, planeando rigorosamente todos os aspetos das suas férias, desde os meios de transporte ao alojamento e até as refeições que serão feitas.

Se planejou e mesmo assim gastou mais do que devia ou se não fez qualquer plano, o importante é que as suas finanças recuperem o mais rápido possível.

Para que o consiga fazer, deve seguir alguns passos:

Verificar os gastos

A primeira coisa que deve fazer é perceber quanto gastou e em que é que gastou. Se tinha um orçamento definido para o período de férias, deve verificar em que ponto gastou mais do que o estabelecido, para poder adaptar os próximos orçamentos. Ficar a conhecer os gastos que teve servirá não só para planear melhor as próximas férias, mas também para saber qual o montante em dívida que deverá conseguir liquidar durante os restantes meses.

Rever o orçamento mensal

As dívidas das férias deverão ser compensadas nos meses seguintes. Logo, é fundamental que reveja o seu orçamento mensal, para perceber como poderá pagar o montante em dívida. Examine atentamente todas as despesas mensais e se é possível cortar algum gasto que lhe permita mais facilmente reequilibrar as suas finanças.

Obter rendimentos extra

Se o seu orçamento mensal não lhe permitir liquidar as dívidas da forma pretendida, pode sempre tentar obter rendimentos extra ao fazer, se possível, horas extraordinárias no seu trabalho ou ao vender peças de roupa que não usa.

Uma dica para obter algum dinheiro extra para gastar nas férias: numa caixa, coloque na primeira semana 1 euro, na segunda 2 euros, na terceira 3 euros e assim sucessivamente. Ao final de um ano deverá ter mais de mil euros guardados que poderão servir para pagar as suas férias.

Renegociar pagamentos

Se recorreu a créditos para pagar as férias e o seu orçamento mensal não lhe permite fazer face aos pagamentos necessários, tente renegociar com a entidade de crédito de modo a alterar o valor mensal a pagar.

Um planeamento atempado das férias e restringir os gastos ao que estipulou é a melhor maneira para não ter de reequilibrar o seu orçamento nos meses seguintes.

Porque não começar já a planear as férias do próximo ano?

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0