As 20 maiores economias do mundo

Há um grupo que representa mais de 85% da economia mundial e dois terços da população do globo. Este grupo é conhecido como G20, ou Grupo dos 20, e inclui países como os EUA, a China, o Brasil, a Austrália, bem como as principais economias da Europa. Um grupo que está também esmagadoramente representado no ranking dos 20 países mais ricos do mundo.

Publicado por Finanças | 0
20 maiores economias do mondo

Conhecidos como o motor da economia mundial, o G20 junta países desenvolvidos e em vias de desenvolvimento, dando a estes últimos a oportunidade de contribuírem para a discussão e tomada de decisões que determinam o rumo da economia mundial.

Criado em 1999, o G20 alargou, assim, o grupo mais restrito do G8 - EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá e Rússia -,  que na altura registava  taxas de crescimento relativamente baixas, a países como a China, o Brasil ou a Índia, que exibiam expansões económicas bem mais elevadas.

Para além do G8, o G20 engloba:

- Argentina

- Austrália,

- Brasil,

- China,

- Índia,

- Indonésia,

- México,

- Arábia Saudita,

- África do Sul,

- Coreia do Sul,

- Turquia,

- UE

O que dizem os dados do PIB sobre as maiores economias do mundo?

A maior parte dos países do G20 encontram-se entre as maiores economias do mundo se olharmos para as tabelas que mostram o ranking dos países, usando o critério da riqueza que produzem. Segundo dados do Banco Mundial relativos a 2015, com base nos dados do produto interno bruto, apenas a Suíça não aparece na tabela do G20, isto tendo em conta que tanto Espanha, como a Holanda estão representadas através da União Europeia. A liderança cabe aos EUA, seguindo-se a China e o Japão.

Fonte: Banco Mundial, 2016.

Mas os EUA perdem o lugar de topo para a China, quando o critério para elaborar o ranking tem em conta o poder de compra que as pessoas têm em cada país. Através de uma unidade monetária artificial é possível eliminar as diferenças de preços que os mesmos produtos têm nos diversos países e encontrar, assim, uma métrica comum. Olhando para a chamada paridade do poder compra (PPC), a liderança passa a ser ocupada pela China, seguindo-se os EUA e Índia. 

 

 

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0