7 linhas de financiamento para empresas que deve conhecer

O apoio financeiro pode ser a tábua de salvação para muitas empresas que, caso contrário, podem ver o seu futuro ameaçado. Para garantir que as Pequenas e Médias Empresas podem ter acesso a soluçõesquando mais precisam, como o crédito bancário, existem várias linhas de financiamento que importa tomar nota.

Publicado por Finanças | 0
Linhas de financiamento para empresas

Linha de Crédito Capitalizar

Sobretudo vocacionada para Pequenas e Médias Empresas, a Linha de Crédito Capitalizar tem como grande objetivo melhorar as condições para o investimento das empresas. Prevê montantes de financiamento de 25 mil a 2 milhões de euros por empresa, divididos em cinco linhas: Micro e Pequenas Empresas, Fundo de Maneio, Plafond de Tesouraria, Investimento Geral e, Investimento Projetos 2020. Esta linha está disponível nos balcões dos bancos que fizeram protocolos para o efeito.

Linha de Crédito Comércio Investe

Esta linha está vocacionada para dar financiamento complementar às empresas que estão a executar investimentos apoiados pela Medida “Comércio Investe”. Esta solução surgiu em 2014 precisamente porque estas empresas estavam a sentir dificuldades no acesso ao financiamento e, assim, poderiam dar seguimento aos seus projetos. Com uma dotação global de 25 milhões de euros, cada empresa pode receber um financiamento máximo de 160 mil euros.

Linha para Apoio à Revitalização Empresarial

As Pequenas e Médias Empresas em processo de revitalização aprovado ao abrigo do SIREVE - Sistema de Recuperação de Empresas por Via Extrajudicial ou do PER - Processo Especial de Revitalização podem contar com uma linha de crédito para financiar o fundo de maneio e o investimento necessário a uma nova fase de crescimento. A Linha para Apoio à Revitalização Empresarial tem 50 milhões de euros, repartidos por uma linha de “Curto Prazo” e uma linha de “Médio Prazo”. Cada empresa poderá usufruir de um montante máximo de 750 mil euros, não podendo ser ultrapassado o limite de 25% do volume de negócios do exercício anterior.

Linhas de Financiamento para Business Angels

Sabendo que o futuro de muitas PME depende da aposta na inovação e que o investimento nestas áreas depende muitas vezes da aposta de Business Angels, foram criados dois instrumentos financeiros. A Linha de Financiamento a Investidores Informais em Capital de Risco e a Linha de Financiamento a Operações Desenvolvidas por Business Angels pretendem não só fomentar a atividade dos investidores em capital de risco, mas também encorajá-los a ter uma maior e mais ativa participação no apoio às PME.

Fundos Revitalizar

No âmbito do capital de risco, foram criados os Fundos Revitalizar que usam o critério geográfico para definir a sua atuação. Divididos pelas regiões Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve, estes fundos permitem injetar um máximo de 1,5 milhões de euros por empresa em cada período de 12 meses, ficando o apoio dependente do fornecimento de informações detalhadas sobre o negócio. O objetivo é intervir na gestão das empresas de modo a desenvolver estratégias de expansão da atividade.

Fundos de Capital de Risco

No total, são 24 Fundos de Capital de Risco que se destinam a desenvolver estratégias de inovação, crescimento e internacionalização de Pequenas e Médias Empresas. A aposta recai sobretudo nas PME de menor dimensão e com menos tempo de vida. Estes fundos estão divididos por quatro áreas: inovação e internacionalização, Corporate Venture Capital, projetos Fase Early Stage e projetos Fase Pré-Seed.

Portugal 2020

Este é o nome dado ao quadro de fundos comunitários atribuídos a Portugal durante o período de 2014 a 2020 com o grande objetivo de promover o desenvolvimento económico, social e territorial do país. No total, o país receberá 25 mil milhões de euros, que se dividem em 16 Programas Operacionais.

TAGS:

COMENTÁRIOS

20185
22701
5
0